A Conectividade Multiformato Começa com VoIP

Ainda nos dias atuais, podemos observar que a maioria das empresas utiliza uma rede para telefonia fixa e outra para comunicação de dados, cada qual fazendo uso de tecnologias específicas e associadas a um perfil de necessidades.

A tendência atual é a integração de voz e dados (e outros formatos) em uma única infra-estrutura. Essa demanda por serviços de valor agregado provocou uma corrida frenética dos fabricantes de equipamentos de redes para desenvolver protocolos capazes de garantir qualidade de serviços. Daí o surgimento da tecnologia VoIP e de serviços como o Skype e similares que devem entrar no mercado, como os anunciados pelo Google! e pelo Facebook.

O “Voice Over Internet Protocol” (VoIP) é uma tecnologia baseada em padrões abertos que une a Internet e a telefonia e leva para as redes de dados o tráfego telefônico. Em outras palavras, essa plataforma transforma sinais de voz analógicos em pacotes digitais para transmissão na Internet.

É cada vez mais comum nas empresas a utilização dessa tecnologia, interligando escritórios, fornecedores e até clientes, com o objetivo de agilizar processos, aumentar a produtividade e reduzir custos, contando com a possibilidade de estender a utilização dessa rede, permitindo tráfego de voz pela simples inclusão de um acessório no sistema de telefonia.

Muitos estudos apontam a tecnologia VoIP como grande tendência em conectividade, apesar das questões de dificuldade de sustentação de escalas absurdas e dúvidas quanto ao modelo de negócios ainda vigentes.

O fato é que a tecnologia VoIP se desenvolveu muito, relativamente em pouco tempo, se consolidando como alternativa para o que chamamos de protocolo multiformato-multimídia.

Nos últimos anos, o comércio de PABXs tradicionais foi superado pelas vendas de servidores de comunicação que suportam IP. O VoIP traz consigo um novo conceito em comunicação com custos baixos e vantagens de negócios que superam o investimento, o que eleva seu grau de aceitação, principalmente em médias, pequenas e micro-empresas, além dos chamados prosumers (consumidores profissionais, profissionais liberais, etc).

Claramente, uma de suas grandes vantagens e, portanto, apelos é reduzir o custo de chamadas de longa distância, já que com essa tecnologia é possível receber serviços de voz e dados com uma única conexão de rede. Com o telefone IP, é possível evitar as chamadas telefônicas de longa distância, podendo se realizar e receber chamadas com a mesma linha utilizada com a conexão com a Internet, pagando somente seu custo fixo de acesso à rede.

Também está  entre suas vantagens o compartilhamento dos circuitos e recursos, eficiência em comunicação com custo acessível, a simplificação da gerência do ambiente, custo zero para ligações de Telefone IP para qualquer outro Telefone IP, o aumento de produtividade, a integração da voz às aplicações, a alocação dinâmica de banda, o alinhamento com tecnologias atuais, a fácil implantação dos equipamentos VoIP, a redução drástica dos custos para ligações interurbanas, principalmente para ligações internacionais, a integração com o PABX e a utilização de infra-estrutura comum associada a menores custos de expansão. O retorno do investimento é rápido, geralmente variando de 3 a 12 meses, dependendo da quantidade de tráfego de voz.

Algumas desvantagens consistem na necessidade de conexão simultânea para que ocorra a conversação. Ainda, conforme a velocidade e a qualidade da transmissão são mais demandadas, percebe-se uma baixa qualidade de som e eventuais congestionamentos na Internet.

A influência do tráfego de VoIP numa rede local é mínima. Para cada canal de conversação VoIP, utilizando-se o padrão G 723.1, consome em média 11kbps, que é desprezível em relação ao total da banda disponível numa rede local. É recomendado, no mínimo, um link de 64kbps para garantir uma boa qualidade na ligação. É possível utilizar o acesso discado, mas dependendo da velocidade de conexão com o provedor a qualidade da ligação telefônica pode ser comprometida. A qualidade pelo VoIP depende exclusivamente da velocidade do acesso à Internet ou da banda disponível para o Telefone IP no momento em que a ligação é feita. Quando o acesso é lento podem ocorrer perdas de pacotes de informação ou atrasos de um computador para outro.

Na área de infra-estrutura, a técnica empregada para enviar as informações de um computador a outro pode ser implementada em quaisquer tipos de redes, cujo protocolo é o TCP/IP, como Frame Relay, ATM, VPN, Cable Modem, ADSL e xDSL, por exemplo, e os meios podem também ser de qualquer tipo, como rádio, satélite, fibra ótica, entre outros. Basta que essa rede possa ser acessada por interface comum, como a Ethernet e sobre ela trafegue IP.

O futuro da VoIP é ajudar a substituir a telefonia como conhecemos hoje; porém esse processo deve levar algum tempo e, enquanto isso não ocorre, a tecnologia representará uma excelente alternativa competitiva trazendo a telefonia para o mundo digital, reduzindo custos.

282d8b5ec8348481486cd68e00e988c4delicious

Leave a Reply